Ano do Brasil em Portugal apresentou programação para 2013

O Ano do Brasil em Portugal soma e segue, depois do sucesso do primeiro trimestre, os responsáveis já apresentaram a programação para 2013, com especial incidência no Espaço Brasil, que promete ser bastante variada, com iniciativas nas áreas da moda, da música, da fotografia, da ilustração humorística, da dança, do cinema, do teatro e até do circo.

Segundo os responsáveis, todas as mostras vão ao encontro de realizar o objetivo principal – unir os dois países através da divulgação da cultura brasileira contemporânea, com peças de teatro de 1 minuto, mostra de poesia visual, cartoons, uma exposição itinerante da uma das mais reconhecidas artistas contemporâneas, homenagens a Clarice Lispector e a Millôr Fernandes.

O Espaço Brasil, na Lx Factory em Âlcantara, continua a ser uma espécie de “embaixada” do Ano do Brasil em Portugal, e vai receber artistas como Milton Nascimento, Alceu Valença, Cidade Negra e Zé Ricardo,  todos os fins-de-semana até ao final do mês de janeiro.

Grandes nomes da música portuguesa como Tim e Carminho, também vão marcar presença. Todos os finais de tarde de domingo, de 6 de janeiro a 3 de fevereiro, contam com “Um olhar português sobre a música brasileira com…” António Zambujo, Couple Coffee, HMB, The Black Mamba e JP Simões que vão interpretar a sua forma de sentir os ritmos brasileiros.

A programação continua com semanas temáticas, tais como a Semana do Pará, com Fafá de Belém;  e as semanas resultantes do concurso público, que contou com 3700 inscrições, das quais o júri selecionou 100 artistas representativos das diferentes regiões do Brasil e dos mais diversos estilos musicais.

Já a galeria do Espaço Brasil recebe em fevereiro, uma nova exposição, “A arquitectura portuguesa pelo traço de Lucio Costa”, que apresenta os registos feitos em pequenos blocos de desenho pelo famoso arquitecto e urbanista durante a sua viagem a Portugal, em 1952.

A 16 e a 17 de janeiro são inauguradas duas exposições de fotografia de José Medeiros, respectivamente Crônicas Brasileiras  na Fundação Portuguesa das Comunicações, e O Rio é uma Festa, no espaço BES Arte & Finança.

A Belle Époque carioca surge na exposição Copacabana – Panoramas do Rio, num registo geográfico, urbano e humano da época em que o Rio de Janeiro se transforma na montra do Brasil. As fotografias são de Marc Ferrez, Marcel Gautherot, Pierre Verger, Thomas Farkas e José Medeiros, entre outros (data e local a definir).

Em fevereiro o humor brasileiro dá-se a conhecer com a exposição Traçando o Brasil – 3 Séculos de Humor Gráfico, no Museu de Arte Moderna de Sintra (a partir do dia 18), com 300 trabalhos dos cartoonistas que mais se destacaram no Brasil entre 1800 e o presente. A Fundação Mário Soares recebe o Tributo a Millôr Fernandes, a partir de 19 de fevereiro.

Clarice Lispector – a hora da estrela chega ao Museu da Fundação Calouste Gulbenkian a 4 de abril, trazendo consigo objetos e documentos desta escritoras brasileiras.  Uma galeria de arte literalmente móve sobre Lygia Clark irá percorrer Portugal, chegando a dez cidades portuguesas, dando a conhecer a obra da mais marcante artista plástica do movimento construtivista brasileiro e da Tropicália.

Haverá ainda tempo para as exposições Pneumática, através da qual o artista plástico Paulo Paes apresenta o resultado de uma pesquisa sobre os balões de papel de seda e o seu universo lúdico-tecnológico – a partir do contato com os mestres baloeiros e com todo o ritual em torno dessa prática nas Zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro -, e Obranome, uma mostra de poesia visual desenvolvida por 35 artistas entre poetas, artistas plásticos e académicos.

A moda brasileira vai desfilar para os portugueses através de uma exposição no MUDE, organizada pela mais prestigiada escola de moda e design do Brasil, FAAP. A mostra vai apresentar os estilistas mais reconhecidos no Brasil e internacionalmente, e haverá ainda uma retrospetiva da história da alta costura brasileira.

Depois do enorme sucesso da Mostra de Teatro do Brasil, 2013 junta ao Teatro, a Dança e o Circo com a Mostra de Circo, Dança e Teatro, a decorrer nos meses de abril, maio e junho, em Lisboa nos Teatro Maria Matos e Teatro S. Luiz e no Porto, nos Teatro São João, Teatro Carlos Alberto e Mosteiro. De salientar a participação dos Parlapatões, uma companhia que para além do nome, tem a particularidade de representar peças de teatro de apenas 1 minuto! E o melhor é que os portugueses vão poder participar no desafio de escreverem algumas destas peças super-rápidas… numa iniciativa a ser lançada no futuro.

A música clássica não foi esquecida nesta programação, apresentando um concerto do incontornável Nelson Freire. Até junho de 2013, haverá ainda lugar para os Jovens Pianistas e a Música Instrumental.

Texto de Clara Inácio
Fotos de Elsa Furtado

Deixar uma resposta