A Magia Do Anel Na Mágica Regaleira Pelos Fatias De Cá

Amúsica e a dança vão ocupar os vários espaços da Quinta da Regaleira, com os programas Ciclo de Concertos 2016, Fado na Regaleira e Danças com História até ao final do ano, para além das já habituais peças teatrais.

Desta vez, a viagem é com a companhia teatral de Tomar, Fatias de Cá, e a peça, O Anel Quebrado, a segunda parte da trilogia Contos do Fascínio, inspirada no universo de Ursula le Guin, com encenação de Carlos Carvalheiro.

O encontro está marcado para o edifício destinado à oficina de artes, à espera do grupo de espectadores (cerca de 100, embora o aconselhado seja pouco mais de 70) está um apetitoso e saboroso repasto.

anel_quebrado_4577

Tábuas de enchidos, queijo e pão saloio, acompanhadas de vinho branco ou tinto compõem a entrada, a que se segue um aconchegante creme de legumes, para prato principal arroz de pato no forno acompanhado de salada, para sobremesa, maçãs e fatias de Tomar.

Depois do estômago forrado, é hora de entrar no universo do Anel, na terra dos que-não-têm-nome, no mundo governado pela grande sacerdotisa, cheio de mistérios e segredos.

anel_quebrado_4632

A peça dura entre uma hora e meia a duas horas e decorre em vários espaços da Quinta. Os jardins, a capela, a entrada do palácio, a gruta de Leda, o poço iniciático, são alguns dos cenários naturais  onde decorre a acção de o Anel Quebrado.

anel_quebrado_4672É por entre a escuridão, de lugar em lugar, que o público fica a conhecer os poderes e mistérios do Anel, daqueles que o protegem e daqueles que o cobiçam, e também os perigos que surgem na conquista da liberdade, num universo fantástico, em que a magia e a feitiçaria dominam, tal como nas lendas das Regaleira – o palco perfeito para a peça.

As representações decorrem até 31 de Outubro, às sextas e sábados, com encontro marcado para as 19h19, e lotação limitada a 77 espectadores por espectáculo.  Os bilhetes custam 30 euros por pessoa, com refeição incluída.

Texto de Elsa Furtado
Fotos de Francisco Lourenço

Deixar uma resposta