Almada Negreiros e Bordalo Pinheiro em exposição no Fórum Eugénio de Almeida

O Fórum Eugénio de Almeida expõe Almada Negreiros e Bordalo Pinheiro até dia 8 de julho com Fábulas Contadas. Almada e Bordalo.

A mostra conta com 54 desenhos originais de Almada Negreiros, a tinta-da-china sobre papel, criados para ilustrar a obra Fábulas de Joaquim Manso, escritor e jornalista. Estes trabalhos fazem parte do acervo do Museu do Abade de Baçal e é uma oportunidade única de conhecer esta faceta criativa de Almada Negreiros.

A estes desenhos junta-se a arte ceramista de Rafael Bordalo Pinheiro, com um conjunto de peças em faiança policromada do tempo em que os animais falavam. As peças em exibição pertencem ao espólio do Museu Bordalo Pinheiro e das Faianças Artísticas Bordalo Pinheiro.

A comissária da mostra é Ana Maria Afonso que declara em relação a esta mostra que “apresenta distintos olhares a partir dos quais os animais foram observados, interpretados, imaginados e recriados por Bordalo Pinheiro, nas suas faianças policromas (…) e por Almada Negreiros, nos desenhos vanguardistas que, em 1936, criou para ilustrar a referida obra de Joaquim Manso – desenhos verdadeiramente únicos pela forma como consegue captar a essência da temática alegórica e simplificar o conteúdo de cada uma das composições gráficas, explorar a linha e a mancha e controlar o claro-escuro e/ou o branco-e-negro da técnica da tinta-da-china …”.

Fábulas Contadas. Almada e Bordalo no Centro Eugénio de Almeida, até dia 8 de julho, diariamente das 09h30 às 19h00. 

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta