Alice, no país das maravilhas na Quinta da Regaleira

Depois do sucesso de O Principezinho no verão passado, com 17.000 espectadores, bYfurcação e Fundação Cultursintra apresentam Alice, no país das maravilhas, de 28 de abril a 30 de setembro de 2012 nos jardins e edifícios da Quinta da Regaleira, em Sintra, que serão o palco desta história e o verdadeiro “país das maravilhas” onde a pequena Alice viverá as suas aventuras.

 

Que país de maravilhas é esse onde caiu a nossa menina? O dos sonhos, o da imaginação absurda e matemática do senhor professor Charles Lutwidge Dodgson, o da Inglaterra vitoriana, puritana do séc. XIX, o da Regaleira, mansão filosofal da esotérica Sintra? Onde quer que seja, depois de franquear a porta desse país, a menina nunca mais será a mesma. Os países são livros continuamente reescritos pela nossa imaginação maravilhosa, assim saibamos ser pespinetas, atrevidos, Alices.

O texto é de Lewis Carrol, com dramaturgia e direcção de Mário Trigo, com música original de Nuno Cintrão. A interpretação é de Catarina Salgueiro, Clara Marchana, Filipe Costa, Laura Mendes, Marco Silvestre, Miguel Tomás, Paulo Campos dos Reis, Susana C. Gaspar, Vera Fontes. A direcção de produção é de Fábio Ventura.

Alice, no país das maravilhas, de 28 de abril a 30 de setembro de 2012, às sextas e sábados às 17h00 e domingos às 11h00 e às 17h00 e feriados às 17h00. O espectáculo realiza-se às sextas-feiras a partir de 29 de junho  e até 31 de agosto (inclusive) e aos domingos às 17h00 a partir de 3 de junho (inclusive). O espectáculo não se realiza dia 24 de junho. Durante a semana está disponível para marcações de escolas e grupos organizados, sob consulta e marcação .

O bilhete normal custa 7 euros. Existem condições especiais e descontos para portadores de Cartão Cultura Sábado, Clientes CP com bilhete família ou passe mensal, Sócios do People Family Club. Os bilhetes estão à venda na bilheteira da Quinta da Regaleira e nos locais habituais.

O espectáculo tem a duração de 1h20, sem intervalo. O bilhete é pago a partir dos 3 anos e a entrada é interdita a menores de 3 anos. O espectáculo decorre ao ar livre, caso as condições meteorológicas não sejam favoráveis à realização do espectáculo, a Byfurcação reserva-se o direito de cancelar a sessão, salvaguardando alternativas para os espectadores. A produção aconselha a utilização de chapéu, óculos de sol e protector solar.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta