Alfama acolhe Festival de Fado em Setembro

Reportagem de Elsa Furtado
 

logo_festival_caixa“Silêncio que se vai cantar o Fado” é a frase que se costuma ouvir antes da interpretação da canção nacional, e desta vez não será excepção. Durante dois dias, a 20 e 21 de setembro o bairro de Alfama em Lisboa vai se tornar palco do primeiro Festival de Fado de Lisboa, numa iniciativa da Música no Coração: o Festival Caixa Alfama – Aqui Mora o Fado.

40 artistas de várias gerações do Fado vão passar pelo Museu do Fado (com dois espaços), Palco Caixa, Pavilhão Arena (onde ensaia a Marcha de Alfama), Sociedade Boa União, Clube Sportivo Adicense, Igreja de São Miguel, Igreja de Santo Estevão, Centro Cultural Dr. Magalhães Lima e pelo Largo das Alcaçarias, durante dois dias, para concertos muito especiais.

apresentacao_festival_fado (2)Para já, estão confirmados os nomes de Aldina Duarte, Ana Moura, António Pinto Basto, António Zambujo, Camané, Rodrigo Costa Félix e Marta Pereira da Costa, Cuca Roseta, Gisela João, Hélder Moutinho, Marco Rodrigues, Raquel Tavares, Ricardo Ribeiro e Teresa Lopes Alves.

As Casas de Fado do bairro estão convidadas a juntarem-se à iniciativa, com menús e programação própria.

Aquando a apresentação do festival na Parreirinha de Alfama (fundada por Argentina Santos), Luís Montez (da Música na Coração) revelou que, “ O festival arranca no dia 20 de setembro pelas 20h00, com a Marcha de Alfama e o seu Cavalinho ( vencedores das marchas de Lisboa de 2013), numa iniciativa única”, começando depois os concertos, nos diversos locais, em simultâneo, havendo apenas um pequeno desfasamento no início de cada um.

apresentacao_festival_fado (1)Os concertos serão divididos pelos 10 espaços de acordo com a afluência esperada, popularidade e experência de cada fadista, como o caso de Camané ou Ana Moura que atuarão no palco Caixa ou António Pinto Basto que atuará (em princípio) numa das igrejas, segundo explicou ainda o promotor.

Nesta primeira edição da iniciativa o público alvo são os lisboetas e os portugueses, mas haverá também contacto com hotéis e agências de viagens. Para este festival foi criado um bilhete único, à venda nos locais habituais e no Museu do Fado por 35 euros.

O bilhete deverá ser trocado por uma pulseira a partir do dia 20 de manhã, na recepção do Museu do Fado. Vai ser entregue com cada bilhete um mapa com todos os recintos do festival, que estará também online para possibilitar a cada festivaleiro a elaboração prévia do seu próprio programa, atendendo à lotação de cada espaço.

apresentacao_festival_fado (3)A iniciativa conta com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, que dá nome ao festival e que  promete vantagens na aquisição de bilhetes para os seus clientes.

A organização prevê uma afluência de cerca de 5000 espetadores por dia de Festival, e espera contar com estacionamentos de apoio na zona junto ao rio.

Deixar uma resposta