Alandroal revisita a época romana na III edição do Festival Terras do Endovélico

endovelicoO Festival Terras do Endovélico regressa ao Alandroal, já nos próximos dias 5 e 7 de julho. Nesta terceira edição, o evento transporta os visitantes até há 2000 anos atrás, revisitando alguns momentos marcantes da vida na “Lusitânia Romana nos Tempos do Endovélico” no interior do Castelo.

Logo no dia da abertura, o Castelo será também palco para a apresentação de Por Terras do Endovélico, documentário de José Meireles dedicado à arqueologia, cultura e etnografia do concelho.

Durante todo o Festival, investigadores nacionais e estrangeiros irão participar no Por Terras do Endovélico – Território e Cultura, Caminhos da Identidade, congresso científico que decorre no Fórum Cultural Transfronteiriço do Alandroal. O mesmo espaço receberá uma exposição de peças originais do espólio do Endovélico, encontradas em S. Miguel da Mota e que integram as coleções do Museu Nacional de Arqueologia.

No decorrer do congresso – e com acesso livre – será levada a cabo, no dia 6, às 12h30, a apresentação da obra O Tempo dos Deuses – A Nova Carta Arqueológica do Alandroal. Às 12h00 de dia 7 chega a vez de os interessados ficarem a conhecer o projecto do Centro de Interpretação do Endovélico, espaço que a autarquia planeia construir em Terena e que funcionará como museu dedicado a esta divindade pré-romana.

Sábado a noite, a festa está a cargo de Camané, num concerto com entrada livre, às 22h00, no interior do Castelo. Visitas guiadas à Rocha da Mina e a S. Miguel da Mota completam o programa.

Texto de Alexandra Gil

Deixar uma resposta