Sugestões de Natal C&H: para acompanhar a refeição e ajudar às conversas

Neste Natal porque não oferecer uma garrafa de vinho ou de uma das bebidas preferidas dos seus amigos? O C&H deixa aqui algumas sugestões.

Da Adega Mayor propomos uma Emoção Mayor, um pack onde vai encontrar o Reserva do Comendador Tinto e o Monte Mayor Tinto. Seguindo o mote “Provar o Alentejo em copo cheio e a Emoção em copo meio” juntam-se as azeitonas aromáticas de Elvas e Campo Maior, Passas de Uvas cobertas com chocolate, e ainda o Azeite Virgem Extra com flor de sal e louro, vinagre de vinho tinto Adega Mayor, Bombons de chocolate negro com recheio de vinho tinto e um saca-rolhas. À venda pelo preço de 59 euros.

Também da Adega Mayor, indicamos o Orionte,um licoroso tinto, proveniente da casta Alicante Bouschet. Após uma vindima manual e uma criteriosa selecção de cachos e bagos, a uva fermentou em depósito de inox a 25ºC. A meio da fermentação foi adicionada aguardente vínica, tendo o lote estagiado, durante 36 meses em barricas de carvalho francês ao que se seguiu um estágio de 6 meses em garrafa. O resultado, é um vinho com uma cor rúbi intensa e com um perfume de cerejas pretas, com notas de chocolate amargo. Os taninos sedosos e a grande frescura equilibram a doçura deste vinho, deixando um final longo e envolvente. Orionte poderá ser acompanhado de sobremesas com chocolate amargo ou à base de ovos, bem como para acompanhar queijos azuis.

Da Local Handcrafted Wines sugerimos dois cabazes muito especiais para os apreciadores de vinhos descobrirem o sabor da Quinta dos Avidagos, Cazas Novas, Quinta do Mondego, Vale da Capucha e Herdade de Torais. As garrafas vêm numa “caixa de madeira”, com um pequeno livro com cinco ideias originais para reutilizar a caixa.

Pode optar por duas sugestões na selecção dos vinhos, a primeira selecção: Pynga Alvarinho (branco, Lisboa), Quintas e Vales Reserva (tinto, Douro), Quinta do Mondego (tinto, Dão), Cazas Novas (branco, Vinhos Verdes),  Torais (tinto, Alentejo), por 40 euros. A segunda selecção inclui Pynga (branco, Lisboa),  Quintas e Vales (tinto, Douro), Rosados (tinto, Dão),  Cazas Novas (branco, Vinhos Verdes) e Cinco Charcas (tinto, Alentejo), por 30 euros.

O Lágrima Tinto é o mais doce de todos os Portos e contém cerca de 140 gramas de açúcar por litro. Conforme o nome indica, o Lágrima Tinto provém da lágrima do vinho tinto, ou seja, do escorrimento do mosto dos lagares, “bica aberta”, apenas com uma ligeira fermentação. O aroma é fresco, vivo e muito frutado. Na boca, é muito aveludado e apresenta um final muito longo.

É um vinho original, que se pode beber simplesmente fresco ou com gelo e uma rodela de limão. Com água tónica ou sumo de laranja. As castas utilizadas são a Tinta Barroca, Tinta Roriz e Tinto Cão. Deve ser servido entre os 6º a 10ºC.

Outra sugestão é o Moscatel 10 anos de Favaios, medalhado 38 em todo o mundo desde 2007, é outra aposta para degustar este Natal. O sabor é doce, revelando a união de sabores de colheitas jovens com aromas de a tangerina, casca de laranja, limão, tília e rosas, com a complexidade dos vinhos envelhecidos, à base de frutos secos, mel e  caramelo. Produzido com uvas de moscatel galego branco. À venda pelo preço de 14 euros.

Da Quinta do Crasto sugerimos o novo Porto Vintage 2010, um vinho de características únicas, produzido a partir de uma selecção criteriosa das melhores uvas das suas vinhas velhas, à venda por 37,90 euros.

A Grant’s Family Reserve apresenta este Natal, uma embalagem exclusiva para oferta. Premiado com várias medalhas nas reputadas competições do International Spirits Challenge 2011, Scotch Whisky Masters 2011, San Francisco World Spirits Competition 2011 e ainda Los Angels International Wine & Spirits Competition 2011.

Produzido a partir de uma receita original de William Grant, este  blended sctoch whisky foi criado há mais de cem anos e carateriza-se pelo seu sabor deliciosamente complexo, profundo e suave, que assim se mantém consistentemente até aos dias de hoje, geração após geração.

Para terminar – a edição especial de natal do Gin Hendrick’s – o  gin escocês que pretende recriar  o universo vitoriano, através da cerimónia do chá. Mantendo o seu carácter unusual, Hendrick’s apresenta o serviço de Gin em chávenas de chá, numa espécie de five o’clock tea. Esta edição limitada, é composta por uma garrafa de Gin Hendrick’s e uma chávena de chá.

Curiosamente, o ritual do chá foi levado para Inglaterra por Catarina de Bragança, filha do rei português D. João IV, tornando-se rapidamente num símbolo da elite inglesa.

Por Clara Inácio 

Deixar uma resposta