Adega Cartuxa premiada na Eslováquia

vinhos_scalaO Scala Coeli tinto 2010 e o EA tinto 2011, da Adega Cartuxa, foram premiados, respetivamente, com a Medalha de Ouro e Prata, na última edição do Concours Mondial de Bruxelles, realizada a 10 e 12 de maio, em Bratislava, na Eslováquia.

O Scala Coeli Tinto 2010 de aroma intenso e suave, apresenta uma excelente estrutura com taninos suaves, boa acidez e termina com ampla sensação de volume.

Já o EA Tinto 2011, para ocasiões mais informais, destaca-se pelo intenso aroma a frutos vermelhos e oferece uma excelente untuosidade e frescura, terminando com taninos muito suaves.

Criado em 1994, o Concours Mondial de Bruxelles reúne um júri composto por enólogos, sommeliers, jornalistas, críticos e distribuidores internacionais, que premeiam os melhores vinhos e bebidas espirituosas de todo o mundo. Nesta 20ª edição estiveram a concurso 8200 vinhos de 50 países, tendo Portugal arrebatado 288 medalhas.

A celebrar um século de existência, a Fundação Eugénio de Almeida, detentora da Adega Cartuxa, dedica-se à cultura da vinha desde o final do séc. XIX através da sua Casa Agrícola. As uvas colhidas nos 600 hectares são vinificadas na Adega Cartuxa – Monte Pinheiros, herdade que já foi centro de lavoura da Fundação. A Adega Cartuxa – Quinta Valbom, onde já em 1776 funcionava um importante lagar de vinho, é desde 2007 o centro de estágios de vinhos e sede do Enoturismo Cartuxa.

Texto de Alexandra Gil

Deixar uma resposta