"A Voz Humana" em cena no Instituto Franco-Português

A  associação cultural Musidrama apresenta a ópera realista  A Voz Humana, de voz_humana_thumbFrancis Poulenc, a partir do texto de Jean Cocteau, no Instituto Franco-Português em Lisboa, de 23 a 26 de Março, às 21h00.

A Voz Humana é uma tragédia lírica em um acto, da autoria de dois dos mais “reputados” artistas do século XX. O texto é de Jean Cocteau, que publicou a história em 1938 e a música de Francis Poulenc, que compôs a ópera em 1958.

O espectáculo tem a duração de 45 minutos e está legendado em português. A encenação é de Nuno Fidalgo e conta com a participação da soprano Rosalina Machado e do pianista Gonçalo Simões.

Os bilhetes custam 5 euros para estudantes e menores de 25 e 10 euros os normais.

Um quarto, um telefone, uma personagem anónima e vulgar. «Elle» espera o último telefonema do seu ex-amante, que rompeu com a relação há três dias para se casar com outra mulher. O telefone toca. O último momento de intimidade do casal – longe do contacto físico, entregue à voz humana – é constantemente interrompido por linhas cruzadas e falhas no sistema telefónico.
No início da conversa, «Elle» tenta construir uma imagem de si mesma como uma mulher segura e recuperada do fim do relacionamento. No entanto perde o controlo quando, após uma das sucessivas quedas de chamada, descobre que o seu amado não se encontra em casa como lhe havia dito – este mentira-lhe por bondade.
A personagem desmorona-se lenta e progressivamente até ao final do telefonema, assumindo o inevitável sofrimento.

Deixar uma resposta