“A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo” incendeia salas de cinema a 25 de Março

A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo, o segundo filme da saga Millennium, da autoria de Steig Larsson, promete “incendiar” os ecrãs dos cinemas portugueses a partir de amanhã e promete deixar os fãs da trilogia ansiosos para ver o terceiro.

Desta vez a história centra-se em Lisbeth Salander (Noomi Rapace), que procurada pela polícia por suspeita do assassinato de dois jornalistas vê-se obrigada a esconder o seu paradeiro.

Tudo aponta para que a hacker seja a assassina do casal de jornalistas, que trabalhavam para a Millennium, e que estavam prontos a revelar um escândalo sobre o comércio sexual na Suécia.

As impressões digitais na arma do crime, o comportamento imprevisível e vingativo fazem de Lisbeth a suspeita perfeita e um alvo a abater, para a sociedade.

O jornalista Mikael Blomkvisk (Michael Nyqvist), que acredita na inocência de Lisbeth lança-se numa busca da amiga, descobrindo factos passados que o ajudam a compreender a pessoa que a hacker se tormou. Internada numa instituição psiquiátrica aos 12 anos, declarada incapacitada em termos legais aos 18, a jovem é o produto de um sistema corrupto e injusto.

Mas Lisbeth é mais um anjo vingador do que uma vítima indefesa que, por sua conta e risco, vai ordenando as peças do puzzle onde foi envolvida até chegar a uma conclusão terrível.

Por Antónia Barroso

Deixar uma resposta