A música e o misticismo estão de volta a Sintra com a 2ª edição do Sintra Misty

Sintra é considerada a capital do romantismo. E durante dez dias será, também, a capital da música e das palavras. Na sua segunda edição, que vai decorrer a partir do dia 13 nos diversos espaços do Centro Cultural Olga Cadaval, o Sintra Misty oferece uma programação rica, no que toca a concertos e à sétima arte.

Ao contrário do ano passado, em que o Sintra Misty decorreu apenas durante um fim-de-semana, a actual edição apresenta uma estrutura mais alargada, em que as iniciativas decorrerão entre os dias 13 e 23 de Outubro, com especial incidência nos fins-de-semana desse período.

Em termos de música ao vivo, entre projectos nacionais e estrangeiros, com estreias e regressos a Portugal, alguns destaques vão para as actuações de Suart Staples (o vocalista de Tindersticks abre o festival no dia 13), Mazgani + Dead Combo (dia 15), John Grant + King Kreosote & Jon Hopkins (dia 20), Howe Gelb + Sean Riley & The Slow Riders (dia 21), o sueco Jay Jay Johanson + We Trust (na noite seguinte), ficando o encerramento, no dia 23, a cargo de Guta Naki e do one man band Legendary Tiger Man.

Os bilhetes para os concertos variam entre os 16 e 24 euros, podendo o passe 3 dias para a zona da 1ª Plateia ser adquirido directamente na sala do evento.

Além dos concertos, o festival Sintra Misty vai também apresentar uma programação de cinema, que terá como objectivo fazer a ponte entre o cinema e a arte de escrever canções. Às 18h30 serão exibidos «Joy Division» (dia 23), um documentário premiado que inclui depoimentos dos membros sobreviventes da banda e imagens inéditas do grupo de Ian Curtis e que tem argumento do jornalista britânico Jon Savage e é dirigido por Grant Gee, o também documentário «Dream of Life» (dia 21) que Steven Sebring concebeu como um íntimo retrato dessa portentosa artista que é Patti Smith e a estreia do novo filme-concerto de Peter Gabriel, «New Blood» (dia 14).

Também há ficção nas Misty Sessions: I’m Still Here no dia 15, o aclamado filme de Casey Affleck com Joaquin Phoenix que conta a suposta transformação de um actor de Hollywood em estrela rap, 9 Songs no dia 22, de Michael Winterbottom, com um argumento que mostra bandas como os Black Rebel Motorcycle Club e Primal Scream em palco; ou De Tanto Bater o Meu Coração Parou, de Jacques Audiard no dia 16.

O preço dos bilhetes é de 3 euros, excepto para o filme de Peter Gabriel cuja entrada é só por convite.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta