A magnificência de D.João V em exposição no Museu de São Roque

Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

sroque_02A Encomenda Prodigiosa – Da Patriarcal à Capela Real de São João Baptista é a exposição que o Museu de São Roque recebe até ao dia 29 de setembro. A mostra divide-se entre a Igreja de São Roque e uma área do 1º piso do Museu e reúne centena e meia de peças do período barroco da arte italiana.

Esta exposição resulta de uma parceria conjunta da Santa Casa da Misericórdia, proprietária do Museu e da Igreja de São Roque e do Museu Nacional de Arte Antiga, comissariada por António Filipe Pimentel e Teresa Vale. Reflete a magnificência do reinado de D.João V e a evolução das relações da corte portuguesa com a Santa Sé.

Na Igreja de São Roque pode-se apreciar a verdadeira “Encomenda Prodigiosa”. A Capela de São João Batista e o respetivo tesouro que resistiu ao terramoto de 1755. Encomendada a Luigi Vanvitelli e a Nicola Salvi, reputado arquiteto da Fonte de Trevi, a capela e a Patriarcal de Lisboa formavam então um conjunto edificado sob a direção de João Frederico Ludovice, arquiteto e ourives de D.João V. A minucia dos detalhes que a compõe, denunciam o trabalho pormenorizado dos artífices envolvidos. Testemunho de esplendor da época, a Capela de São João Batista está na génese do próprio Museu de São Roque, construído em 1905 para albergar o tesouro que a acompanha.

As peças agora reunidas, vêm de todo o país e de museus internacionais, algumas das quais podem agora ser vistas pela primeira vez em Portugal.

Destaque para o conjunto de desenhos do Álbum Weale da Biblioteca da Escola Superior de Belas Artes de Paris, com reproduções da desaparecida custódia em ouro da Capela e dos painéis em mosaico.

Também pela primeira vez em Portugal, em São Roque podem ser apreciados os estudos preparatórios para as composições em mosaico de Agostino Masucci, provenientes da Fundação Aldega em Itália, que fazem parte de uma coleção privada e só estiveram em exibição, fora de Itália, na década passada.

Em exposição está ainda um conjunto de custódias, muitas delas nunca antes vistas em contexto de museu. Entre as peças notáveis de ourivesaria portuguesa, encontram-se a Custódia da Bemposta da autoria de Mateus Vicente de Oliveira e a Custódia da Sé de Lisboa, do ourives Joaquim Caetano de Carvalho.

A Encomenda Prodigiosa – Da Patriarcal à Capela Real de São João Baptista pode ser vista no Museu de São Roque em Lisboa até ao dia 29 de setembro de 2013, às segundas-feiras entre as 14h00 e as 19h00, de terça-feira a domingo das 10h00 às 19h00 e às quintas-feiras, das 10h00 às 19h00. Os bilhetes de acesso à exposição custam 2,50 euros.

Deixar uma resposta