A Cigarra e a Formiga sobem ao palco da Academia de Santo Amaro em versão musical

A Academia de Santo Amaro leva a cena a peça infantil A Cigarra e a Formiga, em versão musical, que promete fazer as delícias dos mais pequenos neste outono. Esta é uma das fábulas mais originais da literatura infanto-juvenil e conta com músicas e letras originais nesta versão, que prometem transportar as crianças para um mundo encantado, onde os animais são protagonistas. Um mundo onde os valores do bem prevalecem sempre sobre o mal. 

Violeta é uma menina com uma imaginação muito fértil. É ela que nos guia, com a sua voz, a viajar para um lugar distante, onde os animais falam e tudo é mágico.
Deparamo-nos com a Cigarra, que vive numa alegre correria de danças, canções e folia, sem se preocupar e preparar para a chegada do inverno. As Formigas, trabalhadoras incansáveis, tentam adverti-la, mas… A Cigarra acaba por reconhecer os seus erros e participar no grande Baile de Inverno das Formigas, cantando e dançando.

O elenco é composto pelos actores e bailarinos, Bruno Pópulo, Cláudia Ferreira, Isabel Martins, Joana Aires, Joana de Carvalho, João Nascimento, Marta Gorgulho, Sérgio Paulo, Tiago de Almeida e Vanessa Silva, que encarnam cerca de 25 personagens.
A direcção artística, encenação e adaptação é de João Duarte Costa, a coreografia de David Costa Pinto, a cenografia de David Ventura. João Fernando Costa é o autor da música e Lúcia Chaveiro é a autora das letras. A orquestração pertence a Carlos Dionísio. A produção é de Ana Balbi.

O espetáculo pode ser visto aos sábados e feriados às 15h00 e domingos às 11h00. O preço dos bilhetes varia entre os 5 euros e os 12 euros e tem o selo do Teatro Maria Vitória.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta