“A Bela e o Paparazzo” estreia no próximo dia 28 de Janeiro

António-Pedro Vasconcelos assistiu rodeado de amigos, ontem à noite (quinta-feira, dia 21 de Janeiro), à ante-estreia do seu novo filme, no Cinema São Jorge em Lisboa. A Bela e o Paparazzo, que marca a entrada do realizador no registo da comédia romântica.

Protagonizada por Soraia Chaves (aqui numa versão loura), no papel de Mariana e Marco d’Almeida – que interpreta o fotógrafo/paparazzi Pedro, a história de A Bela e o Paparazzo, com estreia marcada para dia 28, tem os ingredientes do universo “perverso” da fama e da imprensa cor-de-rosa, onde uma vedeta de telenovelas se apaixona por um fotógrafo, sem saber que é ele que a persegue para conseguir fotografias para uma revista.

Neste filme há um pouco de tudo. Desentendimentos, equívocos e frustrações, que denunciam, de uma forma mais ou menos ligeira, o cinismo de um mundo feito de aparências, de vaidades e meias-verdades, risos, choros, e até cenas românticas.

Para além de Soraia Chaves, António-Pedro Vasconcelos volta a trabalhar com actores como Nicolau Breyner e Ivo Canelas, que se juntam a muitos outros nomes conhecidos do grande público. Uma das estreias a destacar é a de Nuno Markl, que aqui faz uma “perninha” como actor, sendo a sua personagem uma das que mais humor imprime a esta produção, em parte devido a ser fiel a si próprio e ao seu humor tão bem conhecido de quem ouve as suas rúbricas na rádio.

Não menos importante no filme, quase como uma outra personagem, é a cidade de Lisboa, daí  a história estar centrada no Largo de Santo Antoninho, junto ao elevador da Bica.

Há também cenas românticas entre as personagens de Soraia Chaves e Marco d´Almeida no Chiado, Alfama, Belém, Rossio e Parque das Nações, numa sequência em jeito de teledisco, ao som de “Tudo Por Um Beijo”, de Jorge Palma.

Em termos de homenagens, António-Pedro Vasconcelos dedica este filme à actriz Milú (a mesma de “A Minha Casinha” – reinterpretada pelos Xutos & Pontapés) e ao humorista Raúl Solnado, falecidos em 2009. A produção é de Tino Navarro – MGN Filmes.

Por Cristina Alves
Fotos Zon Lusomundo

Deixar uma resposta