Sugestão de leitura: A Evolução de Calpurnia Tate de Jacqueline Kelly

Corre o abrasador verão do ano de 1899 em Fentress, Condado de Caldwell, Texas, quando Calpurnia Virgínia Tate desperta para o mundo natural. Harry o irmão mais velho oferece-lhe um pequeno caderno para ela anotar as suas observações. O avô, membro da National Geographic Society fala-lhe do método científico e apresenta-lhe as noções de naturismo, ciência e física.

Calpurnia e o avô naturalista vão seguindo os passos de Darwin, acompanhando a leitura do seu livro com trabalho de campo. Calpurnia descobre os pequenos e minúsculos seres que habitam a natureza, que passam despercebidos aos mais distraídos. Calpurnia descobre que uma gota de água está cheia de vida através da utilização do microscópio.

“O meu nome é Calpurnia Virginia Tate, mas, nesses tempos idos, toda a gente me tratava por Callie Vee. Nesse verão, tinha onze anos e era a única rapariga de um total de sete irmãos. Conseguem imaginar pior do que isto?”

O livro ganhou a Medalha de Honra de Newberry 2010, Audie Award for Best Children´s Title 2011 e Bestseller no New York Times, em Espanha e Itália.

Jacqueline Kelly nasceu na Nova Zelândia e cresceu no Canadá, vive com o marido e vários gatos e cães em Austin e Fentress, Texas, é médica e advogada. Este é o seu romance de estreia.

A Evolução de Calpurnia Tate, de Jacqueline Kelly, tem tradução de Irene Guimarães, e é uma edição da Contraponto, com 248 páginas, e preço de venda ao público de 15,50 euros.

Por Clara Inácio 

Deixar uma resposta