12ª Mostra de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça já arrancou

Já começou em Alcobaça, mais uma Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais, iniciativa da Câmara Municipal que se repete pela 12.ª edição.

A mostra, que termina no domingo, decorre no Mosteiro de Alcobaça e está integrado na Rota dos Mosteiros Portugueses Património da Humanidade.

Segundo o município, o objectivo do certame é preservar e divulgar o património cultural que são os doces, apostando na tradição deixada pela presença dos monges e monjas cistercienses nos conventos de Alcobaça e Cós.

Dos ovos moles às cornucópias, da encharcada ao pão de rala, das barrigas de freira ao toucinho do céu, passando, como não podia deixar de ser, pelos licor de Singeverga ou a tradicional ginja de Alcobaça, há um sem número de tentações para saborear.

As iguarias presentes são provenientes de conventos e pastelarias de vários pontos de Portugal, regiões autónomas incluídas, mosteiros de Espanha e abadias da França e da Bélgica. Polónia e Brasil estão também representados nesta edição, que conta com mais de 40 participantes.

Mais uma vez, vai ser promovido entre os participantes o Concurso de Doçaria Conventual e de Licores. O júri é composto por nomes tão conhecidos da cozinha portuguesa como o Chef Silva, que há largos anos marca presença no evento, Filipa Vacondeus, Henrique Sá Pessoa e Irene Gonçalves.

A XII Mostra de Doces e Licores Conventuais está aberta entre as 10h30 e as 23h00, um horário que no último dia do certame, 21 de Novembro, é reduzido para o período entre as 10h30 e as 21h00.

A mostra é promovida pela Associação Mosteiros de Portugal e pela autarquia local, sendo o preço de entrada para um dia de um euro (para maiores de 12 anos), enquanto o preço para os quatro dias do evento é de 2,5 euros.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta